terça-feira, 13 de Abril de 2010


As ervas medicinais atuam queimando o excesso de gordura e desintoxicando o organismo. Tomadas com responsabilidade, elas não apresentam reações alérgicas ou qualquer outro efeito colateral. Conheça algumas ervas que auxiliam neste processo:


Bugre

Esta erva possui um efeito diurético surpreendente, capaz de regularizar o aparelho urinário com um rápido tratamento.



Glucomanann

Fibra vegetal que provoca sensação de saciedade, diminuindo a fome. Forma um revestimento em torno das partículas alimentares, retardando o processo da digestão.



Carqueja

Este tônico amargo exerce ação benéfica no fígado e intestinos. O amargor da carqueja é o responsável pelo estímulo de glândulas salivares e hepáticas. O chá da carqueja também é utilizado para combater a anemia, cálculos biliares, bexiga, rins e fígado. Usado no tratamento do reumatismo, gota e inflamações urinárias.



Garcínia

É um fruto natural da Índia. Reduz a fome, mas fortalece o organismo. Controla o metabolismo e reduz o armazenamento de gordura corporal.



Hibisco

É feito um chá de suas flores secas, que é ótimo para inibir a vontade de comer doces. Extremamente saboroso e levemente laxativo, possui propriedades anti-hipertensivas e calmantes. O hibisco favorece a digestão lenta e difícil, acalma espasmos, cólicas uterinas e gastrintestinais.

PLANTAS QUE EMAGRECEM

PORANGABA

Cordia Ecalyculata, que também é conhecida como Porangaba, Pholia Magra ou Pholia Slim. Utilizada há tempos nos Estados Unidos, a planta - que pode ser encontrada em cápsulas nas farmácias de manipulação - tem reconhecidas propriedades que ajudam a suprimir o apetite, tem função diurética, estimula a circulação e diminui a celulite, e além de tudo é energética e dá aquele gás para a malhação!


HIBISCO

Enquanto os cientistas não inventam uma pílula que seque os quilos extras instantaneamente, o jeito é continuar a fazer dieta. Ainda bem que uma planta pode ajudar, e muito, nesta tarefa.

O chá da flor de hibisco, combinado a uma alimentação saudável, pode eliminar até cinco quilos em apenas um mês. “A bebida auxilia na redução de gordura, na digestão, regulariza o intestino e ainda combate a retenção de líquidos, o que facilita o emagrecimento”, explica a nutricionista e fitoterapeuta Vanderli Marchiori, de São Paulo.

Como perder sete quilos com o chá de hibisco

Além disso, a bebida é muito rica em flavonóides, uma poderosa substância antioxidante, que combate os radicais livres, protegendo o coração de doenças e a pele do envelhecimento.

Onde encontrar e como tomar
Para aproveitar as propriedades, consuma o chá de hibisco quatro vezes ao dia, sempre entre as refeições. O produto pode ser comprado desidratado em lojas especializadas e também em alguns supermercados.

Não há contra-indicações ou efeitos colaterais. Porém, mulheres grávidas e que amamentam devem consultar um médico. Faça também uma alimentação balanceada, como a dieta proposta pela nutricionista Roseli Ueno. “Só é possível emagrecer e manter-se magra com reeducação alimentar”, diz Roseli. Siga o cardápio até atingir o peso desejado.

Como fazer o chá
Prepare a bebida na proporção de uma colher de sopa cheia de hibisco para um litro de água. Ferva por cinco minutos. Depois, abafe o líquido por mais dez minutos e coe. Pode ser tomada quente ou fria.

A nutricionista Neide Rigo, de São Paulo, ensina a incrementar o chá. Ferva, em 1 litro de água, 5 ou 6 hibiscos desidratados, 3 rodelas de maçã, 1 canela em pau e 2 cravos-da-índia por três minutos.

Dicas dos nutricionistas
- Evite usar muito sal. Esse tempero contribui para o corpo reter líquido. Use ervas e especiarias como orégano, salsa e alecrim.

- Não abuse de carboidratos refinados (arroz branco, pão, macarrão e biscoito feitos com farinha branca). Prefira as versões integrais, que garantem saciedade por mais tempo.

- Tome o chá entre as refeições, principalmente na hora que bater aquela vontade de atacar a geladeira. A bebida engana a fome!

- Diferentemente do chá verde, a infusão da flor é saborosa. Tente ingeri-la sem adoçar. Não consegue? Ponha pequenas quantidades de mel ou de açúcar mascavo.


CHÁ DAS 7 ERVAS

Os chás das 7 ervas contém, camomila, carqueja, espinheira, fucus, erva tostão, cavalinha e tanchagem. São essas as plantas que compõem o tradicional chá das 7 ervas.
A camomila ajuda a controlar a ansiedade e as demais ervas agem sobre a gordura localizada. A cavalinha é altamente diurético, na combinação de plantas com propriedades diferentes, se torna um chá aliadissimo na dieta.


Opção de chá emagrecedor

Em um recipiente, coloque uma colher (de chá) das ervas:

chá verde (Camellia sinensis)
espinheira-santa (Maytenus ilicifolia)
carqueja (Baccharis trimera)
hibisco (Hibiscus sabdariffa)
abacateiro (Persea americana)
alcachofra (Cynara scolymus)
cavalinha (Equisetum arvense)

Depois, ferva um litro de água filtrada e despeje sobre as ervas. Deixe tampado por uns 8 a 10 minutos antes de coar. Pode ser ingerido quente, morno ou gelado, mas recomenda-se não adoçar. O ideal é preparar uma dose a cada dia para utilizar a infusão bem fresca, se possível. De qualquer forma, o chá não deve ser consumido após 48 horas do preparo. O consumo de 6 xícaras diárias é suficiente para trazer bons resultados.


DIURÉTICAS
CAVALINHA (Equistem arvense), DENTE-DE-LEÃO (Taraxacum officinalis) , ABACATEIRO (Persea americana), QUEBRA-PEDRA Phyllantus niruri), CABELO DE MILHO (Zea mays), SABUGUEIRO (Sambucus nigra).
Ação: Retenção de líquidos. Atuam nos rins e na glândula supra-renal, inibindo um hormônio chamado cortisona, que impede a perda de peso.

DIGESTIVAS
CÁSCARA-SAGRADA (Rhamnus purshiana), CHAPÉU-DE-COURO (Echinodorus macrophyllus), ZEDOÁRIA (Curcuma zedoaria), HIBISCO Hibiscus sabdarifa), PSILIUM (Plantago psyllium), FUCUS (Fucus vesiculosus).
Ação: Prisão de ventre. Essas ervas regulam as atividades do fígado. Assim, a bílis, produzida por esse órgão, passa a quebrar a gordura em moléculas menores, facilitando sua absorção pelo intestino. Alimentos "pesados", como carnes e gorduras não ficam parados no estômago causando sensação de estufamento e azia.


DESINTOXICANTES
ALFAFA (Mendicago sativa), BUGRE ou CHÁ-DE-BUGRE (Casearia sylvestris), SALSAPARRILHA (Smilax sp), CHÁ VERDE (Camellia sinensis), ESPINHEIRA-SANTA (Maytenus ilicifolia), BARDANA (Arctium lappa).
Ação: Eliminar toxinas. Captam as toxinas (substâncias responsáveis por desequilibrar as funções das células e ocasionar o aumento de peso) e tratam de eliminá-las através da urina, do suor ou das fezes.


CALMANTES
ALECRIM (Rosmarinus officinalis), CAPIM-LIMÃO (Cymbopogon citratus), HORTELÃ (Mentha piperita), MELISSA (Melissa officinalis), CAMOMILA (Matricaria chamomile), JASMIM (Jaminum officinalis), MULUNGU (Erythrina mulungu).
Ação: Ansiedade. As ervas interferem no sistema nervoso, trazendo sensação de tranqüilidade e calma. E isso é ótimo para evitar a compulsão.


EMAGRECEDORES
ALFAFA (Mendicago sativa), CAVALINHA (Equistem arvense), CANA-DO-BREJO (Costus spicatus), CARQUEJA (Baccharis trimera), CAPIM-LIMÃO (Cymbopogon citratus), GRAVIOLA (Anona muricata). Ação: Facilitar o emagrecimento. Atuam nos rins, fígado e intestino, regulando as atividades desses órgãos e acelerando o metabolismo. Agem na quebra dos lipídios, que são eliminados pelas fezes. Algumas dessas ervas também têm efeito laxativo.

Atenção para estas dicas:

· Não se deve misturar mais de duas ervas de cada grupo, pois ao invés de fazer bem, pode fazer mal à saúde.
· Usadas de forma errada, as ervas podem apresentar grau de toxicidade alto.
· Grávidas e lactantes jamais devem ingerir qualquer chá sem antes consultar seu médico. O mesmo vale para portadores de moléstias graves ou em tratamentos com medicamentos especiais.
· Não é recomendável fazer uso contínuo dos chás, evitando assim transtornos no metabolismo. Chás do tipo laxante, por exemplo, em excesso, podem provocar desidratação. O ideal é tomar por 30 dias, fazer uma pausa de uma semana e voltar a consumir uma outra erva do grupo.


Composição do chá das 30 ervas:
· abacateiro
· chá verde
· carqueja
· chapéu-de-couro
· jambolão
· cavalinha
· melissa
· douradinha
· salsaparrilha
· erva-de-bugre
· carobinha
· sene
· dente-de-leão
· funcho
· pau-magro
· sete-sangrias
· hibisco
· graviola
· fucus vesiculosos
· cáscara-sagrada
· maracujá
· espinheira-santa
· quebra-pedra
· boldo-do-chile
· jurubeba
· angélica
· pau-ferro
· cajueiro
· centelha-asiática
· alcachofra


RECEITA DO CHÁ SECA-TUDO

Confira como preparar e ingerir a bebida especialmente elaborada pelo dr. Gino Françozo. A combinação de ervas abaixo reduz o apetite, estimula a circulação sanguínea, ativa o metabolismo, previne o depósito de gordura nas artérias e evita a retenção de líquidos:

Em um recipiente, reserve uma colher de chá das ervas espinheira-santa, chapéu-de-couro, carqueja, jurubeba, abacateiro, cavalinha e bugre.

Em seguida, ferva um litro de água e adicione à mistura de ervas.

Mantenha tampado por 10 minutos, coe e está pronto para beber.

O chá pode ser servido quente, morno ou gelado, pois a temperatura não altera as propriedades das plantas.

A bebida precisa ser consumida em até 48 horas após o preparo. O ideal mesmo é fazer uma nova receita a cada dia para ingerir a mistura fresca.

Tome-a pura, sem adoçante. No entanto, se não conseguir, acrescente o mínimo de açúcar dietético.

Não beba menos de seis xícaras por dia, 15 minutos antes de cada refeição e lanche.



KOUBO

Conhecido como doce do deserto, o koubo é uma fruta popular do agreste brasileiro, comumente utilizada na preparações doces, como compotas e geleias. Estudos realizados pelo Grupo Pharmacopéia Cil constataram que esse alimento possui propriedades importantíssimas no processo de emagrecimento.


Verificou-se que seu extrato diminui a vontade de comer doces e atua como moderador natural de apetite, devido sua propriedade sacietogênica - que aumentam a sensação de saciedade.


O koubo também ativa um hormônio chamado glucagon, responsável pela disponibilização da energia armazenada, estimulando o organismo a utilizar suas próprias reservas energéticas. Exótica, essa fruta pode ser encontrada nos grandes mercadões municipais das cidades.

KOUBO tornou-se um potente extrato natural moderador de apetite e auxiliador no processo de emagrecimento que sacia a fome e, principalmente, diminui a vontade de comer doces.


Perguntas e respostas sobre KOUBO, por Fernando Luna - diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Pharmacopéia CIL (Brasil)


A fruta KOUBO pode ser consumida in natura ?
A fruta é uma delicia, porém o KOUBO é um extrato balanceado, entre diversas partes da planta (flor, fruta e caule) e, por isso, suas propriedades e funcionalidade emagrecedora vem da utilização do extrato encapsulado.

As cápsulas de KOUBO têm a certificação da ANVISA ?

O KOUBO é um extrato da planta e, por isso, precisa ser manipulado antes de ser tomado. Quem prescreve a receita é o médico, para a farmácia de manipulação, que estão autorizados pela ANVISA a prescrever e aviar.

Qualquer pessoa pode consumí-la ?

Devido sua propriedade hiperglicemiante, KOUBO não deve ser utilizado em pessoas com diabetes. O KOUBO deve ser manipulado mediante prescrição e quantidade médica.

Onde encontrá-las ?

Nas melhores farmácias de manipulação do Rio de Janeiro.

Como o KOUBO diminui o apetite ? Tem alguma substância responsável por isso ?

O KOUBO é rico numa série de substâncias, dos quais, podemos citar; os responsáveis pela moderação do apetite (tiramina), redutor de medidas e queima de gorduras (n-metiltiramina), redutor de colesterol-LDL (omega 6 e 9), diurético (betalaina e indicaxantina) e antioxidante (vitamina c).

Como o KOUBO favorece a eliminação de gordura?

O KOUBO ativa um hormônio do nosso organismo, chamado GLUCAGON, que é responsável pela disponibilização da energia armazenada no corpo, em outras palavras, o KOUBO estimula o seu organismo a utilizar suas próprias reservas energéticas (açúcares e gorduras) além de inibir o apetite, principalmente, a vontade de comer doces.


RESUMO DA PATENTE - KOUBO ''o doce que emagrece''
KOUBO - o primeiro ativo emagrecedor natural com patente brasileira
... Foi dada entrada no INPI(Instituto Nacional de Propriedade Industrial) a primeira patente de um fitoterápico genuinamente brasileiro para dietas para a perda de peso. O produto se chama KOUBO e a carta patente foi solicitada pelo pesquisador, Fernando Luna, diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Pharmacopéia CIL (Brasil). O KOUBO é uma cactácea com atividade nutracêutica sinérgica as dietas que visam a perda de peso.

Durante cinco anos, a equipe de pesquisas e novas tecnologias do Grupo Pharmacopéia se dedicou em pesquisas, estudos e testes para comprovar as propriedades emagrecedoras desta planta brasileira do gênero cactos Cereus sp, o KOUBO. A patente e a marca registrada no INPI forma concedidos para proteção contra pirataria e falsos produtos fitoterápicos.

O lançamento oficial do KOUBO aconteceu no Congresso Internacional de Cosmética (CONSULFARMA) nos dias 8 a 10 de julho de 2009, no Centro de Convenções do Frei Caneca, em São Paulo.

A divisão Attivos Magisttrais, do grupo Pharmacopéia, tem a exclusividade de comercialização e distribuição do KOUBO para todo o mercado brasileiro e exportação. O KOUBO é exportado para todo o mundo com fins nutracêuticos.

VIVER COM SAÚDE!!!!!

PLANTAS QUE CURAM


O USO DE PLANTAS MEDICINAIS NAUM EXCLUI A CONSULTA COM SEU MÉDICO

Espantar o frio com uma boa xícara de chá é uma delícia, que fica melhor ainda quando este chá ajuda na dieta. E, se você está pensando apenas na economia de calorias, segure o queixo: há muitos outros benefícios que as ervas podem oferecer ao seu emagrecimento. "As infusões ajudam na digestão, aceleram o metabolismo, combatem o inchaço e até cortam o apetite quando ele perde o limite", afirma o consultor farmacêutico Kali Rafael Nardino, da Divine Shen.

Abaixo, você encontra uma série de sugestões que ajudam a vencer os principais obstáculos durante a fase de perda de peso. O especialista ainda conta tudo sobre as propriedades do chá Oolong, uma poderosa receita chinesa que oxida as gorduras e faz o seu metabolismo agir na velocidade de um raio.

Inchaço
O problema mascara o resultado de muitas dietas. A calça jeans não fecha, as formas não aparecem definidas e você acha que todo o seu esforço não está valendo a pena. O acúmulo de líquidos no organismo pode ser causado por vários fatores, como excesso de sal na alimentação ou uso de alguns medicamentos, como corticóides e antiinflamatórios.

O cabelo de milho (Zea mays) é um eficiente diurético, porque ajuda a regular as funções dos rins e da bexiga e combate o, principalmente, o inchaço nas pernas. "O ideal é tomar de 2 a 3 xícaras de chá ao dia, em infusão, ou 1 xícara pequena no final do dia", diz o farmacêutico. Ele também recomenda doses de chás verde e chá preto., que também têm propriedades antioxidantes e antiinflamatórias.

Apetite voraz
Erva-doce, carqueja, espinheira-santa, chapéu-de-couro, jurubeba, abacateiro, cavalinha e bugre cortam a fome fora de hora, segundo o especialista. "Mas precisamos levar em conta a qualidade da matéria-prima, o que é determinada principalmente pela forma de cultivo, procedência, processamento e armazenagem", diz o farmacêutico, que também recomenda o consumo de chá branco. "Ele ajuda a desinchar, desintoxicar e acelerar o metabolismo, facilitando a queima de gordura. A vantagem é que faz tudo isso de maneira mais intensa e com sabor bem suave", afirma.

Ansiedade
Várias infusões podem ser utilizadas como calmantes naturais, agindo no sistema nervoso central, baixando a ansiedade (sintoma que costuma desencadear a compulsão à comida). O especialista recomenda camomila (Matricaria chamomile), alecrim (Rosmarinus officinalis), melissa (Melissa officinalis), hortelã (Mentha piperita), capim-limão (Cymbopogon citratus), jasmim (Jasminum officinalis) e anis (Pimpinella anisum). "Mas não misture muitas plantas se você não conhece bem as ervas e não sabe quais serão os efeitos em seu organismo", afirma.

Digestão
Algumas plantas com ações digestivas podem auxiliar no funcionamento do intestino, assim, de certa forma também acabam contribuindo para manter uma barriga lisinha. Outras ervas contêm substâncias que atuam no fígado, ajudando a quebrar a gordura em moléculas menores. "Na lista das plantas conhecidas como digestivas estão o hibisco (Hibiscus sabdariffa), psilium (Plantago psyllium), a cáscara-sagrada (Rhamnus purshiana), a zedoária (Curcuma zedoaria) e fucus (Fucus vesiculosus)", indica Kali Rafael.

Além das plantas listadas, outro velho conhecido é o boldo (Peumus boldus Molina) que também é chamado popularmente como boldo-do-chile. Suas folhas são usadas na medicina popular para tratamento de problemas digestivos e hepáticos. "Mesmo sendo muito difundido entre a população, alguns estudos toxicológicos sugerem que o chá de boldo deve ser consumido com moderação e cuidado, além de ser proibido na gravidez porque ameaça a saúde do bebê", diz o farmacêutico.

Queima de gordura
O chá branco e o chá verde são excelentes aliados para queima de gordura. Os dois são extraídos da Camellia sinensis, mas em épocas diferentes. Para produzir chá branco, são coletadas as folhas mais jovens, antes de entrarem no processo de oxidação natural. Nessa fase, quando ainda estão cobertas por uma penugem esbranquiçada (daí o nome chá branco), concentram catequinas e polifenóis substâncias altamente antioxidantes e termogênicas (capazes de acelerar o ritmo do metabolismo).

Oolong o chá que oxida as gorduras
A cafeína é uma das substâncias estimulantes mais consumidas em todo o mundo, sendo encontrada em chás, café, cacau, guaraná, chocolate e nos refrigerantes. Ela pode acelerar o metabolismo, mas somente alguns tipos de chá possuem propriedades que vão além do efeito isolado da cafeína, pois apresentam componentes fenólicos que podem auxiliar no equilíbrio do organismo com ações anti-oxidantes e desintoxicantes, entre outras. No Japão, estudos feitos com chá do tipo oolong, rico em cafeína e catequina-polifenóis, mostraram aumento no gasto metabólico de 24 horas e aumento da oxidação de gorduras.

O oolong é um chá chinês tradicional, situado entre o chá verde e o chá preto em termos de oxidação. Também é produzido através do processamento de folhas da Camelia sinensis a mesma planta utilizada para produzir os chás branco, vermelho, verde e branco. "O chá oolong possui um sabor mais próximo ao chá verde do que ao chá preto: ele não possui o aroma róseo adocicado do chá preto e nem as notas vegetais marcantes típicas do chá verde. Ele é em geral preparado forte, com o amargo deixando um resquício de sabor adocicado. É um poderoso aliado para quem deseja acelerar o metabolismo", afirma Kali.


Chá de hortelã (tira o apetite exagerado)

100 ml de água fervente
2 gramas de folha seca de hortelã

Tome 1 xícara após as refeições.


Revigorar o cérebro e a memória

1 colher de anis
1 colher de alecrim
1 colher de salvia
2 copos de água fervente
Coloque as ervas em uma vasilha de louça ou vidro, cubra com a água fervente até amornar, Tome no período da manhã 2 horas após a primeira refeição.


Previnir resfriados

1 beterraba descascada e ralada
suco de 1 limão coado

Tome 1 colher de sopa desta mistura antes das principais refeições.
Poderá fazer uso contínuo.
Esta receita dura somente 24 horas, após este período tem que fazer novamente.


Varizes

2 colheres de sopa de carqueja
2 colheres de sopa de rosa-branca
4 xícaras de água fervendo
Deixe as ervas indicadas na água fervendo até esfriarem, tome de 3 a 4 vezes ao dia.


Chá para queda de cabelo

Ferva 100 gramas de avenca seca em 1 litro de água durante 30 minutos. Filtre e friccione diariamente no couro cabeludo.